Dicas Netflix da semana (13 a 17/03)

Bons filmes entrando para o catálogo esta semana! Vamos conhecer um pouco de cada um?

Boyhood – Da Infância à Juventude (2015)

Indicado a 6 Oscars e vencedor do Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante em 2015, o filme é bastante marcante em sua tentativa de retratar as três fazes da vida de um jovem, desde a tenra infância até a idade adulta. Destaca-se pela forma como foi feito, com o diretor Richard Linklater usando o mesmo elenco e filmando ao longo de dez anos, o que fez com que o personagem e o ator crescessem juntos. O efeito é dos mais impactantes.

50 Tons de Cinza (2015)

Adaptação de livro de mesmo nome, que causou furor no mundo literário. Inacreditavelmente, foi indicado a um Oscar, de canção original, que é, de fato, a única coisa que presta desse filme. Mas se você gostou do livro, serve como curiosidade.

Frank (2014)

A interpretação mais difícil da carreira de Michael Fassbender, que não mostra o rosto, retratando a excêntrica figura de um cantor, que sempre usava uma máscara. Ele fez o filme porque procurou a produção e se disse interessado, a intenção original era chamar Johnny Depp para o papel. O filme foi premiado em Sundance em 2014, numa sessão marcante, na qual todo o público presente foi convidado a usar uma máscara para assistir.

Sombras da Noite (2012)

Mais um filme do Tim Burton com Johnny Depp, no qual o ator faz um vampiro bizarro, que volta ao seu lar de origem. Tem Christopher Lee, Eva Green e Alice Cooper no elenco.

Inside Llewyn Davis – Balada de um Homem Comum (2013)

Filme dos irmãos Coen indicado a 2 Oscars: Mixagem de Som e Fotografia. É uma viagem egocêntrica muito satisfatória na vida de um jovem cantor que tem talento e está sempre à espera daquele momento em que será descoberto e estourará nas rádios. Enquanto isso, conhece pessoas da mesma cena que ele, como Bob Dylan. O filme que lançou Oscar Isaac para o mundo.

Mandela – O caminho para a liberdade (2013)

Também indicado a Oscar de Canção Original, traz Idris Elba como Mandela e a indicada ao Oscar Naomi Harris, como a esposa do líder sul-africano Winnie. O filme passou batido, mas merece ser assistido.

O abutre (2014)

Esse filme fazia parte do catálogo do Netflix e saiu, agora está retornando. Indicado a Oscar de Melhor Roteiro Original, faz uma crítica ácida, contundente e necessária à imprensa e à forma como o jornalismo, especialmente o televisivo, se desenvolve nos dias de hoje. Uma das melhores atuações da carreira de Jake Gyllenhaal, superior inclusive ao seu desempenho sensacional de “Animais Noturnos”.

Post Author: Priscila Armani

mm
Jornalista por formação, Cinéfila por paixão, Crítica por masoquismo. Me aventurando nesse mundo louco da produção de conteúdo ao produzir e apresentar o Podcast O que Assistir.