Dicas Netflix da semana (6 a 10/3)

Mês de março começou generoso em estreias no Netflix! Nossa lista hoje está bem gordinha, com 7 lançamentos no nosso serviço de streaming preferido que valem a pena serem conferidos. Vamos lá?

Danny Says

Documentário de 2015 sobre a vida de Danny Fields, visionário que descobriu e viabilizou a contratação de bandas como The Stooges, The Doors, Ramones e muitas, muitas outras. É uma obra bastante interessante porque o biografado é um verdadeiro arquivo vivo que conserva a memória de diversos dos nossos ídolos da música. Impossível ficar indiferente às histórias que ele conta.

Get on Up

Cinebiografia realizada em 2014 por Tate Taylor, diretor de “Histórias Cruzadas” e “A Garota no Trem”. O filme conta a história de James Brown, cantor, produtor musical e exímio dançarino, a quem é creditada a criação do Funk. O personagem, uma das figuras mais importantes do século XX, ganhou um filme sobre sua vida que é bastante morno, que não fez muito barulho no circuito comercial e Chadwick Boseman o interpreta de maneira ok. Destaque para a agora vencedora do Oscar Viola Davis, interpretando a mãe do cantor.

Nebraska

Indicado a 6 Oscars, inclusive nas categorias Melhor Roteiro, Melhor Diretor e Melhor Filme, essa obra é um dos filmes mais sensíveis de Alexander Payne e dos melhores filmes da safra do Oscar 2014. Bruce Dern é Woody, um senhor de idade que recebe uma carta promocional de uma revista, dizendo que ganhou um prêmio. Ele convence seu filho, David (interpretado pelo incrível Will Forte), a buscar o prêmio em outra cidade. No caminho, os dois passam pela cidade natal do pai e diversas lembranças até então escondidas vem à tona. Um filme muito emotivo e emocionante.

Walt nos bastidores de Mary Poppins

De 2013, esse filme foi indicado a um Oscar, de trilha sonora. Dirigido por John Lee Hancock, que fez “Um Sonho Possível” e “Branca de Neve e o Caçador”, mostra os esforços de Walt Disney, interpretado por Tom Hanks, para obter os direitos de filmagem de Mary Poppins da escritora da história, P.L. Travers (Emma Thompson). Um filme para os fãs da Disney e desse clássico infantil.

Nise: O Coração da Loucura

Finalmente chega ao Netflix um dos grandes filmes brasileiros de 2015, que conta a história da psiquiatra Nise da Silveira, considerada a vanguardista na oferta de um tratamento mais humano e digno às pessoas com deficiência mental institucionalizadas. Na década de 1950, eram comuns os manicômios e agressivos tratamentos de choque nos chamados sanatórios. Interpretada por Glória Pires, a doutora Nise escandalizou a sociedade ao considerar que aquelas pessoas internadas poderiam ainda ser capazes de interagir com o mundo ao seu redor por meio da arte. Dirigido por Roberto Berliner.

Trapaça

Este filme foi indicado a 10 Oscars em 2014, mas não ganhou nenhum. Assista sem expectativas de uma grande obra-prima e pode ser bem divertido. Dirigido por David O. Russell, de “O Lado Bom da Vida” e “Joy: O nome do sucesso”.

Faroeste Caboclo

Vencedor em 7 categorias do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, este filme é baseado em música de mesmo nome composta por Renato Russo e imortalizada pela banda Legião Urbana. Primeiro longa de René Sampaio, no qual o talentoso Fabrício Boliveira (que também está em Nise e é um ator em ascensão) interpreta João de Santo Cristo e Isis Valverde é Maria Lúcia. O desconhecido Felipe Abib é Jeremias, o arqui-inimigo do protagonista.

Post Author: Priscila Armani

mm
Jornalista por formação, Cinéfila por paixão, Crítica por masoquismo. Me aventurando nesse mundo louco da produção de conteúdo ao produzir e apresentar o Podcast O que Assistir.